Com novas tecnologias entrando no mercado a todo momento, as pessoas passam a se comunicar, comprar, e interagir com as marcas de maneiras diferentes. Essas mudanças constroem, aos poucos, um novo perfil de consumidor, com prioridades diferentes. Entender esses perfis foi um dos fatores que motivou a Liberty a pesquisar as tendências que vão movimentar o mundo nos próximos cinco anos, reunidas no estudo Next 5 que apresentamos aqui. Para quem tem contato direto com clientes, como é o caso dos corretores, entender como as preferências das pessoas vão mudar nos próximos anos é essencial para se destacar no mercado. Confira as principais tendências sobre o comportamento do consumidor que levantamos:

Flexibilidade

A tecnologia trouxe para a vida das pessoas um novo conceito de serviço. De repente, com apenas alguns cliques, as pessoas passaram a poder economizar a gasolina dando carona para vizinhos, a diária do hotel dormindo no sofá de outras pessoas, e substituir a diária do hotel hospedando-se no apartamento de outras pessoas. Tudo isso de forma personalizada de acordo com suas preferências, sem burocracias e complicações. A flexibilidade trazida pelos apps e startups será cada vez mais requisitada pelos consumidores em todos os setores.

Agilidade

Nessa mesma linha, o consumidor quer cada vez mais poder resolver suas questões de forma simples, ágil, principalmente nos momentos de imprevisto, em que mais ele precisa do apoio da empresa. Ou seja, essa tendência tem tudo a ver com o dia a dia do mercado de seguros. Nos próximos anos, o que vai definir se um produto é premium não é mais apenas oferecer serviços diferenciados, e, sim, o quão rápido e efetivo ele for na hora de atender as demandas e expectativas do cliente.

Comunicação e propósito

Não é à toa que as empresas investem em áreas de responsabilidade social. E se hoje ter esse posicionamento é importante, nos próximos anos, será imprescindível. O impacto que a marca tem no mundo é cada vez mais valorizado pelos consumidores, a ponto de ser motivo suficiente para deixarem de comprar produtos de determinada empresa, por exemplo: 69% dos adultos acreditam que boicotar uma marca pode mudar o comportamento dela para melhor, segundo pesquisa da Ford levantada pelo Next 5. E para ganhar a admiração do cliente, não basta falar, é preciso fazer.

Atendimento humano

Essa valorização do lado humano do negócio também será mais importante no atendimento ao cliente. Ao mesmo tempo em que as pessoas querem a agilidade que os apps e startups trouxeram, elas também querem, em alguns momentos, experiências únicas que só um atendimento feito por pessoas oferece. Uma pesquisa de 2016, da HelpScout, mostrou que 67% dos consumidores já desligaram o telefone por frustração ao não conseguirem falar com uma pessoa de verdade. Mas apenas colocar um time para seguir um script de frases prontas também não é suficiente: ouvir e realmente tentar entender o que o cliente precisa é fundamental. Neste sentido, o papel de consultoria de profissionais como os corretores nunca foi tão importante.

Os próximos anos trazem desafios, mas também muitas oportunidades para você se reinventar e continuar conquistando novos clientes e se destacando no mercado. Descubra mais tendências como essas no Next 5, e siga buscando inovação no dia a dia profissional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário.
Por favor, insira o seu nome

O seu comentário será publicação após moderação.