Por Francisco Galiza*

O ano de 2021 está chegando ao final. Um ano difícil, em vários sentidos. O fato mais importante foram os reflexos da pandemia, que tanta tragédia trouxe ao país e à sociedade. Sem levar os aspectos afetivos e emocionais, os aspectos econômicos de tantas perdas foram enormes, devendo durar por muitos anos. No caso brasileiro, uma estimativa econômica é que esse valor possa chegar a quase R$ 4 trilhões, valor diluído ao longo do tempo.

Falando em termos de indicadores econômicos, apresentamos, a seguir, dois gráficos, com as previsões de crescimento do PIB e da inflação em 2021, segundo o boletim Focus, do Banco Central. Por exemplo, para entender os gráficos, em março de 2021, se esperava uma taxa de inflação para o ano de 5%.

Em 2021, os valores devem chegar, em números redondos, a um crescimento econômico de 5%, em valores reais. E a inflação, com uma taxa próxima a 10%. Essa variação positiva do PIB em 2021 é reflexo direto da recuperação em relação ao ano de 2020, quando a queda foi de 4%. Ou seja, voltamos ao patamar inicial. Hoje, um desafio importante da economia é a o aumento da taxa de inflação. Um patamar de 10% ao ano é um problema sério.

Quanto ao mercado de seguros, temos um gráfico com as previsões de crescimento de alguns ramos – residencial, automóvel, empresarial e pessoas – em 2021. Com exceção do automóvel, todos devem superar a taxa de inflação do ano. Um sinal de resiliência do segmento. Mais uma vez, o mercado de seguros se mostrou dinâmico o suficiente para desenvolver novos negócios, mesmo em um momento extremamente crítico.

O importante agora é olhar o ano de 2022 com certo otimismo e acreditar que o pior da crise sanitária passou. Ou seja, o pior passou para todos. E, no ano que vem, novos negócios surgirão, com mais equilíbrio e muita saúde.

*Francisco Galiza é sócio da empresa Rating de Seguros Consultoria (www.ratingdeseguros.com.br), mestre em Economia (FGV), membro da ANSP (Academia Nacional de Seguros e Previdência) e professor do MBA-Seguro e Resseguro (Funenseg).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário.
Por favor, insira o seu nome

O seu comentário será publicação após moderação.